O CICLO SUSTENTÁVEL

Entenda como funciona o ciclo sustentável que o chocolate Na'kau proporciona. A conexão entre as duas pontas, o produtor de cacau e o consumidor final.

 

O Na’kau atua fortemente para ligar as duas pontas da cadeia. O objetivo é valorizar e incentivar o produtor de cacau, proporcionar uma melhoria na qualidade de vida dele, proporcionar uma experiência saborosa e surpreendente ao consumidor final e mostrar como ao comprar um chocolate Na’kau, você financia o bem, financia quem precisa. O produtor extrativista de cacau.

 

O ciclo começa em 7 municípios do Amazonas com uma rede de agricultores extrativistas. Alguns jovens, alguns com mais de 30 anos de experiência e outros que trabalharam a vida toda com cacau.  A relação amigável começa desde o primeiro contato. Todo produtor do Na’kau recebe um treinamento para melhor eficiência na utilização dos equipamentos também fornecidos pelo Na’kau como Tendal, Cocho, equipamentos para aferir a temperatura do cacau e etc.

Prancheta 1.png
Prancheta 1 cópia 7.png

Cocho - Onde fermenta o cacau - do Rodrigo (Manicoré, 2021)

IMG_2800.png
Prancheta 1 cópia.png
Prancheta 1 cópia 6_edited.png

O Chocolate Na’kau incentiva e motiva esses produtores a manterem seus postos como agricultores extrativistas beneficiando esse produtor com valores justos entregues diretamente para eles. Sem passar por corporativas, atravessadores ou intermediários, os produtores recebem valores que chegam a 120% acima do que o mercado remunera pelo kg do cacau no interior do Amazonas. 


Essa forma de incentivo tem um único propósito, manter a floresta de pé. Enquanto o mercado do cacau está desvalorizado, pode ser interessante para alguns agricultores desmatar seu plantio de cacau para produção de monocultura ou pasto, pois a renda pode ser maior. No final das contas, o consumo do chocolate Na’kau conserva a floresta pois sem o consumidor, esse produtor não estaria produzindo cacau.

Está começando a entender o ciclo?

Aferidor de temperatura para garantir qualidade da fermentação.

Prancheta 1.png

Você está aqui!

Início do ciclo

Comercio justo
via Na´kau

Fabricação do chocolate em Manaus

Símbolo Vazado Marrom.png

Famílias 
Produtoras de cacau

folhas de cacau.png
folhas de cacau.png
cacau selvagem.png

A safra que vai de Setembro a Fevereiro, traz para a vida desses produtores bastante trabalho com a colheita. Alguns desses produtores, no final da safra, podem chegar a colher o cacau em canos por conta da enchente no Amazonas. Com a vazante dos afluentes, os rios da Amazônia sofrem enchentes que chegam a invadir a casa dos produtores e suas plantações. O único lugar que acontece isso no mundo é na Amazônia e é desse cacau que surge o Chocolate Na’kau.

Seu Alexandre Pascoal em meio ao Cacoal alagado

IMG_4708 (1).JPG

Rio Madeira, 2018

Após a colheita, esse cacau é transportado por barcos recreios para Manaus, onde está localizada a fábrica do Na’kau. As amêndoas chegam secas e fermentadas e o processo bean to bar começa na fábrica com a torragem das amêndoas. Sem spoilers, você vai ter que ver na embalagem do chocolate todo o processo de fabricação dele.

Sacas de cacau do seu Raimundo Queiroz prestes a serem embarcadas

IMG_2438 (2).png

Após fabricação e embalagem dos chocolates, esse chocolate é distribuído pelo Brasil. Até chegar em você. Ao comprar, você não está comprando apenas uma barra de chocolate, você está comprando uma experiência de consumo. Você está conservando a floresta, melhorando a qualidade de vida desses produtores e ainda se deliciando com um ótimo chocolate. Orgânico, natural, vegano e Amazônico. 

Novo Aripuanã, 2021

Estamos em pontos de venda como supermercados, empórios, lojas e restaurantes pelo país. Você também encontra os chocolates em nossa loja online que entrega em todos estados.

Confira nossas redes sociais no rodapé abaixo