Sr. Arilsom Grana 

Nasceu há 45 anos e viu seu pai plantar o cacaueiro que até hoje produz 5 quilos de amêndoas de cacau nativo a cada safra. É um cacaueiro atípico, já que na Amazônia a média de produção é 0,5 kg/árvore. Doca vive sobre uma terra mágica, onde a ancestralidade indígena se encarregou de torna-las altamente produtivas. Essas terras, conhecidas como solos antropogênicos ou simplesmente terra preta de índio, são solos onde índios conviveram ao longo dos tempos, no qual materiais orgânicos foram sendo involuntariamente agregados, tornando-o, assim, um dos solos mais ricos e sociobiodiversos do mundo.

Doca é o filho mais novo, que sempre esteve ao lado do pai aprendendo as técnicas de cuidado da terra. Mais do que esse cuidado, herdou a dedicação ao trabalho e a família, o compromisso e a liderança. Doca é o primeiro fornecedor da Na Floresta e hoje um grande incentivador para o beneficiamento de um cacau fino junto aos seus vizinhos.

A Na Floresta tem muito a ganhar com o Doca, não só pelo fato dele produzir amêndoas de cacau de alta qualidade, mas por amizade e companheirismo. Além de um agricultor primoroso, é pescador e, quando não está cuidado do cacoal, está revisando sua rede de pesca. Doca tem três filhos, é o mais novo autor da experiência e com 45 anos tem um belo futuro pela frente.

©2019 por Na Floresta