Alexandre Pascoal

Conhecemos o Seu Alexandre Pasqual no inverno Amazônico de 2015, quando ele fazia as últimas coletas daquele ano sobre uma canoa de madeira. A fantástica colheita, que ocorre de dentro da canoa no período da cheia do rio Amazonas, estava acabando. Foi uma experiência fantástica conhecer o Seu Alexandre coletando o seu cacau nativo de dentro da canoa, como ele fez em sua vida inteira

 

Possui cerca de 2 mil pés de cacau, em uma área de aproximadamente 25 hectares, no interior do município de Urucurituba, chamado Distrito de Itapeaçu. Localizado na foz do paraná do Ramos, Itapeaçu possui em torno de 5 mil habitantes, sendo o cacau uma das principais atividades deste Distrito.

Seu Alexandre chegou em Itapeaçu por volta de 1945, quando ainda era criança. Lá constituiu sua família e criou todos os seus filhos com ajuda do cacau. Até 2016 nunca tinha fermentado uma amêndoa de cacau, pois até então, os compradores não exigiam cuidados pós-colheita. Hoje suas amêndoas estão passando por um controle de beneficiamento que nunca tiveram antes e, juntamente com seus netos, Seu Alexandre passou a comercializar exclusivamente toda sua produção de amêndoas para a Na Floresta, recebendo valores duas e até três vezes maiores do que recebia nos últimos anos.

©2019 por Na Floresta